Gestão desenvolve políticas de proteção aos animais em Maringá
Terminal Urbano: R$ 56 milhões investidos na mobilidade urbana
Terminal Urbano: R$ 56 milhões foram investidos na mobilidade urbana
2 de abril de 2020
Gabinete de Portas Abertas visa promover a cidadania
Gabinete de Portas Abertas é modelo de cidadania e política
2 de abril de 2020
Gestão desenvolve políticas de proteção aos animais

Aplicativo Petis é utilizado para solicitar castrações de cães e gatos

Gestão desenvolve políticas de proteção aos animais

    

Primeiramente, os animais são considerados pela ciência moderna seres sencientes, isto é, possuem a capacidade de sentir emoções, como alegria, medo e solidão. Segundo dados levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgados pelo Instituto Pet Brasil, o país conta com 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos. Assim, um dos compromissos assumidos pela atual administração de Maringá foi com o bem-estar animal. A gestão desenvolve políticas de proteção aos animais, o que transformou o município em “pet friendly”, a cidade amiga dos animais. Dessa forma, elencamos abaixo algumas ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal (SEMA) para você conferir. 

 

Castrações, uma das políticas públicas voltadas aos animais

 

A princípio, uma das novidades dessa administração é o Petis. Com um celular em mãos, você pode baixar, de forma gratuita, o aplicativo e solicitar a castração do seu cão ou gato. Mas não é só isso. Com o Petis, você pode acompanhar o status da sua solicitação, saber dos eventos da SEMA, avaliar o atendimento da clínica veterinária que realizou o procedimento etc. Dessa maneira, para se cadastrar, o seu bichinho de estimação precisa cumprir alguns requisitos, dentre eles, não ter raça definida (os conhecidos vira-latas), ter idade entre três meses e sete anos e ser residente ou adotado em Maringá (aqui, é necessário o termo de adoção). No caso de pets de raça, o processo cirúrgico somente será realizado em casos de resgates por maus-tratos ou abandonos devidamente comprovados, entretanto a solicitação deverá ser protocolada na praça de atendimento do Paço Municipal.

Gestão desenvolve políticas de proteção aos animais

Aplicativo Petis é utilizado para solicitar castrações de cães e gatos

A expetativa é que, com esse controle de natalidade, ocorra uma diminuição na quantidade de animais vivendo nas ruas, o que também irá reduzir os acidentes de trânsito e a transmissão de doenças, as chamadas zoonoses. Nos primeiros nove meses, o aplicativo registrou aproximadamente sete mil cadastros. Em três anos, foram mais de 13 mil castrações! E não para por aí. Dá só uma olhada na próxima conquista que visa a saúde e bem-estar animal.     

 

Políticas públicas para animais: o atendimento especializado

 

Além do programa de castração, a administração de Ulisses Maia firmou convênios com clínicas veterinárias de duas instituições de ensino superior da cidade, a Uningá e a Unicesumar. Com esse suporte, entre maio de 2018 e dezembro de 2019, foram atendidos 612 animais vítimas de maus-tratos. Os resgates ocorrem com uma van devidamente equipada com medicamentos, gaiolas para diferentes portes de cães e gatos, armários e bancadas. O veículo é fruto de uma doação do Corpo de Bombeiros. Mais uma das formas encontradas para garantir o bem-estar dos animais e que reflete a preocupação da gestão com a causa.    

Gestão desenvolve políticas de proteção aos animais

Van conta com medicamentos, armários, bancadas e gaiolas para diferentes portes de animais

Vamos adotar? Atual gestão desenvolve políticas de proteção aos animais

 

71 feiras de adoção, 788 gatos e cachorros em lares definitivos e um espaço totalmente revitalizado dedicado à causa animal. Esse é o balanço de três anos da administração Ulisses Maia. Do mesmo modo, a praça do Bem-Estar Animal, que fica entre as avenidas São Paulo e 15 de Novembro, foi inaugurada em agosto de 2019 e teve um investimento de quase R$ 80 mil reais. A promessa é que ela seja referência em ações envolvendo animais, como as feiras de adoções. Realizadas aos sábados, a ação é uma parceria entre a Prefeitura Municipal e as ONGs dedicadas à proteção dos animais.