Alunos da rede municipal começam a receber kit alimentação

Alunos da rede municipal começam a receber kit alimentação

Ulisses Maia visita obras de ampliação do aeroporto
Ulisses Maia visita obras de ampliação do aeroporto
26 de junho de 2020
Maringá está em 14º lugar no ranking nacional de exportações
Maringá está em 14º lugar no ranking nacional de exportações
29 de junho de 2020
Alunos da rede municipal começam a receber kit alimentação

Kit alimentação será entregue junto às atividades do Plano Emergencial de Aprendizagem não Presencial.

Alunos da rede municipal começam a receber kit alimentação

A partir de segunda-feira (29), os alunos da rede municipal de educação de Maringá começam a receber um kit alimentação. A entrega está sendo organizada pela Secretaria Municipal de Educação com recursos do governo federal.
O kit alimentação será distribuído entre os dias 29 de junho e 3 de julho, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Também há um complemento pelo Salário Educação de Maringá. Durante todo o período que durar a pandemia do novo coronavírus, uma vez por mês os estudantes terão acesso a esses kits.
De acordo com a Lei do Pnae (11.947/2009) e com a Lei Federal 13.987/2020, todos os estudantes do Brasil têm direito à alimentação escolar. Por isso, mesmo que as aulas presenciais não sejam realizadas neste momento, é preciso viabilizar a entrega segura desses alimentos.
Toda a ação é executada conforme recomendação do Ministério Público. Fazem parte do kit alimentação frutas, verduras e legumes. Os produtos in natura são provenientes da agricultura familiar. Já os alimentos não perecíveis vêm do estoque das unidades municipais de ensino. Por isso os kits não são iguais.

Kit alimentação será entregue junto com atividades da aprendizagem não presencial

Ao longo de todo o enfrentamento ao novo coronavírus, os estudantes da rede municipal contam com o Plano Emergencial de Atividade não Presencial. Segundo planejamento feito pela equipe da Secretaria de Educação do prefeito Ulisses Maia, estratégia é distribuir atividades para que os alunos desenvolvam em casa.

E, para evitar aglomerações e deslocamentos desnecessários, o kit alimentação será entregue sempre ao mesmo tempo que essas atividades. Dessa forma as crianças continuam aprendendo mesmo que, por motivos de saúde, não seja possível frequentar a escola agora.

Desde maio, a cada 15 dias os professores realizam a distribuição das atividades diretamente para os pais ou responsáveis pelos estudantes.

Veja o plano completo: PLANO EMERGENCIAL DE APRENDIZAGEM NÃO PRESENCIAL – ATUALIZADO

Alunos da rede municipal começam a receber kit alimentação

Kit alimentação será entregue junto às atividades do Plano Emergencial de Aprendizagem não Presencial.

Educação é prioridade da gestão de Ulisses Maia

Mas não é apenas neste momento de pandemia que a educação é uma prioridade da gestão Ulisses Maia. Quando assumiu a Prefeitura, em 2017, o prefeito começou a investir de forma massiva na melhoria tanto da educação quanto do acesso a ela. Por meio da construção de novas Escolas Municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) e da reforma de unidades já existentes é possível atender mais alunos com mais qualidade.

No segundo ano de mandato, em 2018, Maia aplicou mais de R$ 30 milhões apenas na área da educação. E essa prioridade se confirmou tanto em 2019 quanto em 2020. Embora o ano ainda não tenha acabado, a Prefeitura já realiza uma importante obra voltada ao ensino da cidade. Desta vez, a Escola Municipal Silvino Dias recebe obras de reforma e ampliação, totalizando R$ 3 milhões de investimento.