Maringá terá 35 escolas autossuficientes em energia

Maringá terá 35 escolas autossuficientes em energia

Mobilização integrada recebe mais de 300 denúncias
Mobilização integrada recebe mais de 300 denúncias
30 de junho de 2020
Medidas restritivas do governo estadual não atingem Maringá
Medidas restritivas do governo estadual não atingem Maringá
30 de junho de 2020
Maringá terá 35 escolas autossuficientes em energia

35 escolas de Maringá serão autossuficientes em energia.

Maringá terá 35 escolas autossuficientes em energia

Maringá terá 35 escolas autossuficientes em energia elétrica. A cidade foi premiada com o 2º lugar na Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética da Copel, edição 2019/2020. Desde 2005, clientes pessoa jurídica da Copel podem participar do programa, basta apresentar um projeto.

Em 2020 foram 98 projetos concorrendo. E a Prefeitura de Maringá ficou na 2ª colocação. Além de um bom custo-benefício, essa conquista demonstra que a cidade faz uso dos recursos de energia com o máximo de eficiência. Agora será possível tornar o aproveitamento da energia elétrica ainda mais eficiente.

Esta é mais uma realização da gestão Ulisses Maia. Desde que assumiu a Prefeitura, em 2017, o prefeito e suas equipes sempre se esforçaram para tornar Maringá um exemplo para outras cidades do país nas mais diversas áreas.

Educação sempre foi prioridade da gestão Ulisses Maia

Assim como acontece nos últimos quatro anos, a educação continua sendo uma prioridade da administração de Ulisses Maia. durante seu mandato, Maringá ganhou novas escolas e viu diversas unidades de ensino que já existiam serem reformadas e ampliadas.

Somente em 2017, no primeiro ano de governo, foram erguidas três escolas municipais e um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI). isso significou mais de R$ 31 milhões em investimentos, sem contar as melhorias em outras unidades.

Agora, com a novidade, mais de R$ 8 milhões serão investidos para tonar 35 dessas escolas totalmente autossuficientes em energia elétrica. Enquanto 59% desse valor serão subsidiados por um fundo da Copel, os outros 41% devem ser financiados pela Fomento Paraná.

Dessa forma, o município deve economizar de forma direta um total de mais de R$ 1,1 milhão todos os anos. Além disso, há ainda a economia com os custos de manutenção, uma vez que serão realizadas trocas dos equipamentos por outros com vida útil mais longa.

Embora o contrato ainda não tenha sido assinado, a boa notícia já pode ser comemorada por todos os maringaenses, principalmente em um momento tão complexo para a população.

Maringá terá 35 escolas autossuficientes em energia

35 escolas de Maringá serão autossuficientes em energia.

Cuidado com as contas públicas e transparência são destaque em Maringá

Esta não é a primeira vez que ações do prefeito Ulisses Maia trazem economia de recursos para Maringá. O extremo cuidado com as contas públicas é uma marca dessa gestão. Ainda em maio deste ano a cidade apareceu em 3º lugar no ranking da transparência entre todas as cidades do Paraná.

Mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, quando as decisões da Prefeitura precisam ser rápidas e assertivas, isso não mudou. Para que as pessoas possam acompanhar de perto todos os movimentos da administração municipal foi criada uma aba exclusiva para tratar dos contratos relativos à Covid-19 no Portal da Transparência do município.

Dessa forma a população consegue ver com detalhes cada um dos investimentos tão necessários para preservar vidas e fortalecer o sistema de saúde neste momento.