Medidas restritivas do governo estadual não atingem Maringá

Medidas restritivas do governo estadual não atingem Maringá

Maringá terá 35 escolas autossuficientes em energia
Maringá terá 35 escolas autossuficientes em energia
30 de junho de 2020
Campo da Vila Esperança vai ganhar melhorias
Campo da Vila Esperança vai ganhar melhorias
1 de julho de 2020
Medidas restritivas do governo estadual não atingem Maringá

Ulisses Maia conversou com a população em uma live sobre medidas restritivas do governo do estado.

Medidas restritivas do governo estadual não atingem Maringá

Em uma live realizada na noite desta terça-feira (30), o prefeito Ulisses Maia comentou o decreto 4942, anunciado hoje pelo governador Ratinho Jr., que impôs medidas restritivas de prevenção ao novo coronavírus a várias cidades do Paraná. Ao contrário do que aconteceu com a maior parte das regiões do estado, Maringá não está incluída nas novas regras de combate à Covid-19.

Isso só foi possível porque Maringá foi a primeira cidade do Brasil a adotar medidas severas de distanciamento social. Ainda em março, a Prefeitura já tinha determinado regras para evitar a transmissão do vírus. “Não fossem  todas as nossas ações, todo esse sacrifício pelo qual Maringá passou com a união de todos, hoje seríamos uma das regiões afetadas por, praticamente, um lockdown aqui no Paraná. isso é motivo para entender que estamos no caminho certo, estamos tomando as decisões acertadas”, avaliou o prefeito.

Prevenção rigorosa ajuda a salvar vidas em Maringá

Desde março, quando os primeiros casos de Covid-19 começaram a ser confirmados no Brasil, Ulisses Maia e sua equipe vêm trabalhando para salvar vidas em Maringá. Uma vez que ainda não há vacina ou tratamento eficaz contra o novo coronavírus, a melhor forma de fazer isso é com a adoção de práticas de distanciamento social.

Por isso, uma estratégia rigorosa vem sendo traçada para garantir que o menor número possível de pessoas sejam contaminadas pelo vírus. Por exemplo, a Mobilização Integrada reúne representantes de diversas secretarias da cidade e conta com o apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

“Não estamos preocupados com a aplicação de multas. O que queremos é garantir que os decretos sejam cumpridos porque, assim, vamos sair mais rápido dessa situação e não precisar sacrificar ainda mais pessoas“, esclareceu o prefeito. Até agora, Maringá registrou um total de 18 mortes causadas pela Covid-19.

Maia lembrou, ainda, que o sistema de saúde de Maringá não recebe apenas pacientes da cidade. Também é a ele que recorrem habitantes de todas as cidades da região quando é necessário. Assim, o cuidado para reduzir a velocidade de transmissão é ainda mais importante.

“Combate à pandemia em Maringá ainda não acabou”, diz Ulisses Maia

Embora as medidas restritivas do governo estadual não tenham atingido Maringá, Ulisses Maia lembra que o combate à pandemia do novo coronavírus ainda não acabou. Então, é preciso que a população continue cumprindo as normas de distanciamento social estabelecidas pela Prefeitura.

“O mais terrível é a pessoa precisar se internar e não ter UTI disponível, como aconteceu em vários lugares do Brasil. Em Maringá nós temos UTI, mas também temos que diminuir a circulação de pessoas. Se tiver que ir ao supermercado, vá somente uma pessoa da família. Vamos ficar em casa e, se for preciso sair de casa, sempre com a máscara e sempre com distanciamento social“, pediu o prefeito.

Além disso, Maia destacou que o Hospital Municipal de Maringá (HMM) está abrindo mais dez leitos de UTI, uma vez que a Prefeitura recebeu respiradores no último final de semana. “Também estamos trabalhando para que o Hospital Universitário de Maringá (HUM) reabra mais dez leitos de UTI. O HU já reabriu dez e estamos empenhados em reabrir mais dez, totalizando 20.”

Medidas restritivas do governo estadual não atingem Maringá

Ulisses Maia conversou com a população em uma live sobre medidas restritivas do governo do estado.

Colaboração de todos é fundamental

Por fim, Ulisses Maia assegurou à população que todas as medidas necessárias estão sendo tomadas para preservar a saúde dos maringaenses e solicitou a colaboração de todos no cumprimento dos decretos. Ele também garantiu que a Prefeitura está trabalhando para manter a economia local funcionando.

“Estamos trabalhando com a economia para garantir que sobrevivam as empresas, garantir a geração de empregos. Quando soltamos decretos não é porque queremos prejudicar algum setor, mas porque foi determinado tecnicamente que essa medida traz um resultado melhor. Estamos demonstrando isso em números, mas cada pessoa é responsável por isso, todos nós, juntos, conseguiremos vencer a Covid-19.”