Todas as obras realizadas pela Prefeitura em Maringá em 2017

Todas as obras realizadas pela Prefeitura em Maringá em 2017

Maringá é premiada por programas na área da saúde bucal
Maringá é premiada por programas na área da saúde bucal
20 de fevereiro de 2020
Prefeitura: bolsas de estudo para o ensino superior e projeto contra às drogas
Prefeitura: bolsas de estudos para o ensino superior e projeto contra às drogas
13 de março de 2020
Todas as obras realizadas pela Prefeitura em Maringá em 2017

Saúde, educação e outras áreas receberam melhorias ao longo de 2017 em Maringá.

Todas as obras realizadas em Maringá em 2017

Saúde, educação, esporte, cultura, mobilidade. Essas e outras áreas são fundamentais para o bom funcionamento de uma cidade. Por isso, quando assumiu a Prefeitura, em 2017, Ulisses Maia precisou de planejamento para dar atenção a cada uma das necessidades de Maringá. Estas são todas as obras realizadas na cidade no primeiro ano de governo.

Ulisses Maia fez investimento na saúde dos maringaenses

Em primeiro lugar deve estar sempre a saúde das pessoas. Cuidar para que todos tenham um atendimento digno quando precisarem de auxílio médico do SUS é imprescindível. Assim, logo no primeiro ano de governo, Ulisses Maia ocupou-se de realizar melhorias em diversas unidades de saúde da cidade.

Por exemplo, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Tuiuti, que fica na esquina da Avenida Tuiuti com a Rua Caracas, foi reformada e ampliada. Dessa forma o atendimento ali também pode ser ampliado. No total, mais de R$ 1,5 milhão foram destinados apenas a essa unidade.

Outra UBS que também recebeu atenção em 2017 foi a UBS Parigot de Souza, no Jardim Liberdade. Ali, mais de R$ 500 mil foram usados também para reforma e ampliação, de modo a atender a população com mais estrutura. Além dessas duas unidades básicas de saúde, o Hospital Municipal de Maringá (UMM) e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) III receberam adequações. Também ganharam um almoxarifado novo. Todas as obras realizadas tiveram um investimento de quase R$ 6 milhões.

Por fim, o Centro de Controle de Zoonoses foi ampliado e reformado por R$ 1,1 milhão. Considerando todas as obras feitas, a saúde de Maringá teve mais de R$ 9 milhões investidos só em 2017.

Todas as obras realizadas pela Prefeitura em Maringá em 2017

Saúde, educação e outras áreas receberam melhorias ao longo de 2017 em Maringá.

Implantação e reforma de escolas e CMEIs

Viabilizar melhorias em educação é preparar as próximas gerações de maringaenses. Por esse motivo, somente em 2017 Maringá ganhou três novas Escolas Municipais (EM) e um novo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI). Mais de R$ 31 milhões foram empregados na construção dessas novas instituições, que agora podem ensinar adequadamente muitos dos nossos pequenos.

A Escola Municipal Parque Tarumã, a Escola Municipal Jardim Oriental, a Escola Municipal Mauá e o Centro de Educação Infantil Jardim Pinheiros III são motivo de orgulho para a Prefeitura.

Fora essas quatro unidades novas, ainda receberam reforma e ampliação outras quatro escolas municipais e oito CMEIs. O investimento total nas obras realizadas foi de quase R$ 30,5 milhões. Porque aplicar dinheiro público em educação básica é uma das formas mais eficazes de garantir um ensino de qualidade.

Estruturas para a prática de esportes

O Ginásio de Esportes Francisco Bueno Neto, ou simplesmente Chico Neto, é um dos pontos mais conhecidos para a prática de esportes em Maringá. Mas seu sistema de combate a incêndio precisava de melhorias. Assim, uma das primeiras obras realizadas por Ulisses Maia e voltadas ao esporte foi a adequação desse sistema por pouco mais de R$ 240 mil.

Mas não basta melhorar o que já existe, é preciso também permitir que sejam construídas novas estruturas. Esse foi o caso do Centro de Iniciação ao Esporte, implantado no Jardim Paulista III. As obras custaram R$ 3,8 milhões. O mesmo Jardim Paulista III ainda ganhou um campo de futebol por pouco mais de R$ 140 mil.

Melhorias na infraestrutura e na área social

A Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop), a Secretaria de Planejamento (Seplan) e a Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Semusp) tiveram muito trabalho no primeiro ano de governo. Ruas, calçadas e galerias de águas pluviais precisavam de atenção em diversos pontos da cidade. Para realizar todas as obras necessárias foram aplicados mais de R$ 8 milhões.

Uma das maiores obras feitas nessa área foi o prolongamento da Avenida Itororó, onde foi feita a pavimentação asfáltica completa. Por sua vez, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) executou obras de calçada em concreto em um fundo de vale e a Secretaria de Inovação e Desenvolvimento (Seide) reformou o pavilhão branco do Parque de Exposições de Maringá.

A área social também não foi deixada de lado. 12 unidades habitacionais foram implantadas em diversos bairros da cidade. Para atender melhor a população, houve ainda reforma e ampliação do Centro de Referência em Assistência Social da Zona 03 por pouco mais de R$ 1,2 milhão.